loading

Plenária do Ciesp recebe Ministro das Indústrias e dos Minerais do Iraque

No dia em que os americanos iniciaram a retirada de suas tropas no Iraque, o Ciesp SBC promoveu, em parceira com a Prefeitura da cidade e da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Iraque, a plenária “Oportunidades de negócios com o Iraque”, no Restaurante São Judas Tadeu. O evento contou com a presença de Fawzi Hariri, ministro da Indústria e Minerais do Iraque, Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo do Campo  e Jalal Chaya, presidente da Câmara Brasil-Iraque.
Para Mauro Miaguti, Diretor Titular do Ciesp de São Bernardo do Campo, o encontro com o ministro iraquiano trouxe uma grande oportunidade de negócios para os empresários da cidade: “Vejo esse momento como uma grande oportunidade de levarmos a nossa região para o mercado externo.” Ele também agradeceu os presentes e destacou a atuação do primeiro vice-diretor do Ciesp SBC, Hitoshi Hyodo, junto a Secretaria de Desenvolvimento Econômico da cidade, viabilizando assim  esse tipo de encontro.
Em seu discurso Jalal Chaya afirmou que o exportador brasileiro tem no Iraque um mercado seguro para exportar seus produtos e que o governo do Iraque declarou que o Brasil é o seu parceiro preferencial: “Brasileiros e iraquianos têm um relacionamento antigo e frutífero, desde as estradas construídas pelas empresas brasileiras, até os passats que ainda rodam pelas ruas do Iraque.”
O ministro da Indústria e Minerais do Iraque, Fawzi Hariri, com tradução de Jalal Chaya, ressaltou a importância daquele dia para o povo iraquiano, com a retirada das tropas americanas. O ministro também destacou o fato do Iraque ser um dos países mais ricos do mundo devido suas reservas naturais, como o petróleo, e revelou que segundo estudos recentes, dentro dos próximos 20 anos o Iraque será um dos maiores mercados de consumo do mundo: “Nos últimos cinco anos tivemos uma moeda estável, hoje temos uma inflação em torno de 9%… Dentro do que passamos nos últimos cinco anos conseguimos ter sob controle a inflação, demonstrando que somos um país seguro para o investimento.”, explicou.
Já o prefeito Luiz Marinho agradeceu a parceria com o Ciesp SBC, tendo a frente seu diretor titular Mauro Miaguti. Para Marinho a entidade se revela uma grande parceira.  Para o prefeito a plenária com o ministro iraquiano marca a atuação da prefeitura junto ao mundo empresarial: “Pretendemos realizar missões empresariais visitando outros países, bem como recepcionando autoridades estrangeiras para apresentarmos a nossa cidade.”, afirmou.
O prefeito quer inserir o Iraque na lista dos países que mais compram produtos em São Bernardo do Campo, atualmente formada por Argentina, Estados Unidos, México, África do Sul e Venezuela.  Após seu discurso o prefeito abriu para que o ministro respondesse as perguntas dos participantes.
Sobre a possível intervenção americana na importação de produtos pelo Iraque o ministro foi enfático: “Jamais permitiremos qualquer interferência americana para qualquer aquisição.” O ministro afirmou que hoje a liberdade de expressão existe no País e é respeitada.  Hariri afirmou que, apesar de viver em um país de maioria muçulmana, ele é cristão: “Hoje cada um pode se expressar em relação a religião. Hoje as pessoas entendem que todos são iraquianos, independente de etnia ou religião.”
Para os participantes do evento o encontro com o ministro Fawzi Hariri foi bastante positivo em relação a expectativa para novos negócios.
José Rufino de Oliveira Filho, diretor de Comercio Exterior do Ciesp SBC, saiu da plenária bastante animado com a possibilidade de participar de uma missão empresarial para o Iraque: “O encontro foi de grande importância, o Iraque é um país que precisa de tudo e, com certeza, São Bernardo do Campo tem muitos produtos para oferecer.”
Marcelo Pereira Lima da Faculdade de Medicina do ABC também vislumbrou novas possibilidades de negócios: “Acho o encontro muito positivo para as indústrias da região e para a nossa faculdade também. Nós  já fizemos um trabalho com o envio de profissionais de saúde para a Angola. Temos a possibilidade de levar saúde para povos que foram devastados por guerras, até mesmo através da teleconferência.”
Roberto Gianinni, diretor de Economia do Ciesp, destacou a importância da integração da indústria com o mercado internacional, principalmente em São Bernardo do Campo, cidade que tem uma vocação importante de comércio externo: “ A  visita de pessoas como o ministro é importante para que possamos expandir o comércio da cidade e desenvolver a exportação de produtos com valor agregado alto.”

[nggallery id=4]


Comentários fechados

Wp Plugin by capn3m0